O que é Dança de Salão?

Blog sobre Dança de Salão - O que é a Dança de Salão?

O que é Dança de Salão?

Dança de Salão é o nome genérico para todos os ritmos e estilos de dança praticados em casal, ou seja dançados a dois. E como o próprio nome indica, praticados (mais frequentemente) em um salão de dança.

Portanto, estilos de dança como Samba de Gafieira, Tango, Forró, Bolero, Salsa, Zouk, Samba-Rock, Pagode, Valsa, Soltinho, Rock, West Coast Swing, Lindy Hop, Sertanejo, Bachata, Merengue, Kizomba, Cha-cha-cha, Fox-Trot, Milonga e muitos outros, são ritmos que compõe a Dança de Salão.

Outra importante marca e característica da Dança de Salão é ter tradicionalmente no casal, dois papéis distintos: a do líder e a do seguidor.
Ou seja, o papel de quem conduz e propõe os movimentos seja por condução física ou visual, e o papel de quem segue e é conduzido a executar os movimentos propostos.

Visão sobre a Dança de Salão

Ainda há quem acredita que a Dança de Salão é um estilo único de dança, e esse conceito geralmente vem acompanhado de outra visão equivocada, a de que Dança de Salão é uma atividade exclusiva da terceira idade.

A verdade é que a Dança de Salão é democrática e felizmente a muitos anos, é praticada por crianças, adolescentes, adultos e idosos, assim como por homens e mulheres, solteiros e casados... A Dança de Salão abraça praticantes de qualquer perfil físico e acima de tudo, de qualquer classe social.

Estilos de Dança de Salão mais praticados no Brasil

Esses dados vão se alterando de tempos em tempos por influências diversas como os gêneros musicais mais tocados na época, filmes, novelas, programas de TV ou a chegada de novidades, novas formas de dançar surgidas no mundo.
Tivemos mudanças bem significativas como as dos últimos 20 anos, considerando a retomada avassaladora do Forró por volta dos anos 2.000, a explosão mundial da Salsa e o surgimento do Sertanejo "Universitário".

Aqui no Brasil, os ritmos de Dança de Salão mais praticados (não gêneros musicais mais ouvidos) e portanto os mais relevantes nesse período são:
Gafieira (Samba de Gafieira)
Forró
Zouk
Tango
Bolero
Samba-Rock
Salsa
Sertanejo

Todos esses ritmos da Danças de Salão se transformam, se atualizam, ganham novos elementos e características frequentemente, o que faz da Dança de Salão ensinada nas principais escolas do país, moderna e atual, estando em frequência com os novos hábitos das pessoas.

Novo comportamento na Dança de Salão

Diante de mudanças da sociedade, era óbvio e também natural que certos comportamentos dos praticantes de Dança de Salão também fossem alterados.
Como exemplo, décadas atrás era habitual os homens chamarem as mulheres para dançar e não o contrário. Obviamente e que bom, isso ficou no passado.

Toda formalidade para convidar alguém para dançar também foi trocada por gestos mais simples como um olhar, um sorriso, oferecendo sua mão ou simplesmente dizendo um "vamos", mais exclamado do que perguntando.

E entre outras mudanças, uma das mais importantes é o simples fato de aceitar que um casal na Dança de Salão não é mais necessariamente um homem com uma mulher.

Chamar homens de 'cavalheiros' e as mulheres de 'damas' ainda é muito comum no meio da Dança de Salão, até porque nesse ambiente ainda há pequenos gestos que remetem à época em que o comportamento em um salão de dança, em um baile, exigia um ser mais refinado, mais formal e alguns códigos de etiqueta.
Mas essa denominação também vai caindo aos poucos e sendo trocada por uma linguagem mais informal e acima de tudo respeitando os casais que não tem as figuras correspondentes.

E outras novas características vão surgir ainda nesse mundo tão bonito e agradável da Dança de Salão, mas com uma convicção: nenhuma delas mudará o ambiente de respeito e bom comportamento entre os praticantes.

Líder e Seguidor na Dança de Salão

O líder é aquele quem conduz, quem propõe os movimentos seja por condução física ou visual, mas cada vez mais na Dança de Salão moderna, "ouvindo" o seguidor, mantendo um "diálogo" na dança e permitindo ao seguidor ter mais autonomia, improvisar e eventualmente propor movimentos complementares.

Já o seguidor é aquele que é conduzido ou induzido a executar os movimentos propostos, mas já com margens cada vez maiores para criar, improvisar e sugerir durante a dança nos mais diversos ritmos.

Quem pode praticar a Dança de Salão?

Aprender a Dança de Salão é acessível para todos.
Definitivamente todos podem aprender a dançar qualquer ritmo e o único impeditivo é a própria falta de iniciativa.
Há técnicas de ensino e bons métodos nas principais escolas do país para garantir uma dança bem executada, coerente com cada nível e seguindo as convenções de época de cada ritmo.
Na maioria absoluta das vezes, as pessoas se subestimam quando o assunto é dança e mesmo os que se julgam mais descoordenados, mesmo aqueles sem tanta noção de ritmo ou mais introvertidos, podem com um mínimo de disciplina e dedicação aprender a dançar.

Resultados na Dança de Salão

A prática da Dança de Salão tem o poder de transformar pessoas.
Não há como aprender a dançar uma Gafieira, um Forró ou um Tango, entre outros, e sair do mesmo jeito que entrou.
Porque quem aprende a dançar se torna inevitavelmente mais confiante, criativo, sensível, respeitoso, sociável, se abre a novas ideias, fica mais leve, agradável e acima de tudo, se torna uma pessoa mais feliz.



André Toffani
19 de Maio de 2019